Poluição Luminosa




Tal como o nome indica, é a poluição provocada pelo excesso de luz nos grandes centros urbanos. Para quem vive nesses locais não existe um céu estrelado mas sim, um céu sem estrelas e com nuances amareladas. Tudo isto é provocado por uma iluminação deficiente, pois muitas vezes a iluminação que temos na via pública não está direcionada para o local indicado, como por exemplo, passeios, estradas, mas sim, para o céu.




Este excesso de luz a que estamos sujeitos durante a noite pode ter complicações ao nível da saúde como a fadiga crónica, enxaquecas e disfunção sexual.




VOCÊ SABIA QUE...
  • Agora já pode medir a poluição luminosa a partir do seu telemóvel, se o mesmo for Android ou iphone. Para Android a aplicação chama-se “Loss of the night” e pode obtê-la no link, http://www.globeatnight.org/map. Para iphone, a aplicação dá pelo nome de “Dark Sky Meter” e pode fazer o download no link,  http://www.darkskymeter.com/map;
  • Nos animais os efeitos da poluição luminosa podem revelar-se nos comportamentos relacionados com o acasalamento e a migração;
  • Os animais mais afetados com este tipo de poluição são os morcegos, os guaxinins, os coiotes, os veados e os alces;
  • Todos os anos morrem 100 milhões de aves na América devido à colisão com edifícios iluminados;
  • O excesso de iluminação noturna pode estar relacionado com Perturbações do sono.


DICAS ÚTEIS
  • Ligue as luzes somente quando for necessário;
  • Desligue as luzes sempre que sai de um local;
  • Utilize temporizadores e reguladores de luminosidade;
  • Utilize apenas a iluminação necessária à tarefa que está a realizar;
  • Utilize lâmpadas económicas.
Partilhar no Facebook