Lousã Living Lab


No âmbito de uma política de desenvolvimento sustentável, a Câmara Municipal da Lousã iniciou, em 2010, um plano de apoio ao Empreendedorismo direcionado para as novas tecnologias, tendo como ponto de partida a Educação. Neste contexto, foi criado o «Lousã Living Lab: Centro de Novas Tecnologias (educação, comunicação e informação)», cujo objetivo principal é criar um “laboratório vivo” onde empresas, empreendedores e a comunidade sejam agentes diretos para a criação, a inovação e o desenvolvimento de produtos e tecnologias, numa metodologia de interação constante.
O Lousã Living Lab possibilitou a requalificação do parque informático e a colocação de quadros interativos em todas as salas de aula do 1.º CEB e a aplicação de uma plataforma pedagógica digital interativa: a «Plataforma Camões». Destaca-se o facto de ter sido o primeiro município a implementar esta plataforma a nível nacional e internacional. O Agrupamento de Escolas da Lousã foi pioneiro na utilização constante dos recursos tecnológicos nas aulas. Com efeito, a utilização do quadro interativo, substituiu, quase por completo, o quadro tradicional.

Desde o início da implementação deste projeto que várias empresas têm revelado interesse em disponibilizar os seus produtos para que a comunidade educativa, neste caso, os utilize, teste e auxilie no seu desenvolvimento. Destacam-se, por exemplo, a Microsoft, a Promethean, e as empresas do consórcio E-xample, como a Critical Software e o Grupo LeYa.

Logo em 2010 foram obtidos resultados com bastante expressividade quer a nível nacional quer a nível internacional. A estratégia inovadora da Lousã, inserida nos objetivos do Lousã Living Lab, foi apresentada no congresso mundial da Microsoft, em Los Angeles, como case study, um exemplo estratégico de promoção do desenvolvimento sustentável e integrado através das Novas Tecnologias da Educação, pela empresa detentora da Plataforma Camões - Microfil/LOPS Technology.

Após um processo de avaliação, em 2011 o Agrupamento de Escolas da Lousã foi escolhido para integrar a Rede Mundial de Escolas Inovadoras da Microsoft, no âmbito do Programa Parceiros na Educação – Partners in Learning.
Partilhar no Facebook